Conferências Municipais de Saúde

Conferências Municipais de Saúde

4

Secretaria Municipal de Saúde
Conferências Municipais de Saúde

Nos dias 22 de junho de 2017 e 23 de junho de 2017 ocorreram respectivamente a V Conferência Municipal de Saúde e a I Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, ambas realizadas no Minas Clube sob os auspícios da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Saúde.
As Conferências Municipais foram presididas pelo Senhor Romildo Aparecido de Andrade, presidente do Conselho Municipal de Saúde e tiveram como Coordenadora Geral a Senhora Júnia Carla Santiago Rodrigues Ribeiro, secretária Municipal de Saúde.
A realização das Conferências demonstra o respeito dos gestores públicos quanto à importância da participação popular neste espaço democrático de deliberação sobre as políticas públicas de saúde.
A V Conferência Municipal de Saúde teve como tema central: “Conquistas e Defesa de um SUS Público e de Qualidade”, com os seguintes eixos temáticos:
 Sistema Único de Saúde – SUS – Conquistas e Defesa de um SUS Público e de Qualidade;
 Perfil Epidemiológico de Monte Santo de Minas;
 Atenção Primária à Saúde;
 Estrutura e Organização da Saúde Mental no Município;
 Atenção Farmacêutica no Município;
 Saúde Bucal na Atenção Primária à Saúde;
 Regulação, Controle e Avaliação;
 Participação e Controle Social;
 Estrutura e Organização do Serviço de Urgência e Emergência do município;
 Financiamento das Ações em Saúde.

A I Conferência Municipal de Vigilância em Saúde teve como tema central: “Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade”, com os seguintes eixos temáticos:
 O papel da Vigilância em Saúde na Integralidade do cuidado individual e coletivo em toda a Rede de Atenção à Saúde;
 Acesso a Integração das práticas e processos de trabalho das vigilâncias: epidemiológica, sanitária, saúde ambiental (zoonoses, etc.), do (a) trabalhador (a) e dos laboratórios de saúde pública;
 Acesso e Integração dos saberes e tecnologias das Vigilâncias: epidemiológica, saúde ambiental (zoonoses, etc.), do (a) trabalhador (a) e dos laboratórios de saúde pública;
 As responsabilidades da União, do Estado e dos Municípios com a Vigilância em Saúde, em especial o seu financiamento;
 Gestão de risco de estratégias para a identificação, planejamento, intervenção, regulação, ações intersetoriais, comunicação e monitoramento de riscos, doenças e agravos à população;
 Monitoramento de vetores e de agentes causadores de doenças e agravos, inclusive as negligenciadas;
 Implementação de políticas intersetoriais para a promoção da saúde e redução de doenças e agravos, inclusive as negligenciadas;
 A participação social no Fortalecimento da Vigilância em Saúde.

Os objetivos das Conferências foram avaliar a política municipal de saúde, de acordo com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde; definir a formulação da Política Municipal de Saúde; definir diretrizes que possibilitem o fortalecimento da participação social na perspectiva da plena garantia da implementação do SUS e reorganizar o modelo de atenção de vigilância em saúde, através da discussão dos problemas de saúde do Município e da proposição de diretrizes para atualizar o Plano Municipal de Saúde.

A abordagem de todos os itens do temário foi realizada por conferencistas que posteriormente participaram também das discussões nos grupos de trabalho, os quais elencaram propostas que foram apresentadas e votadas na plenária final.
A plenária final submeteu à votação a síntese das discussões do Temário Central das Conferências que tiveram seus relatórios finais apresentados pelos grupos de trabalho e aprovou as diretrizes da Política Municipal de Saúde para os próximos 2 (dois) anos. As propostas consolidadas e aprovadas nas conferências serão enviadas e apresentadas na Etapa Estadual – de 28 a 30 de setembro que se dará através da realização de grupos de trabalho e de uma Plenária Final.
É no espaço das Conferências que a sociedade se articula para garantir os interesses e as necessidades da população na área da Saúde e assegurar as diversas formas de pensar e fazer o Sistema Único de Saúde (SUS), assim como para ampliar, junto à sociedade, a disseminação de informações sobre o Sistema, para fortalecê-lo.
Nesses dias 22 e 23 de junho, um público de aproximadamente 200 pessoas esteve prestigiando e participando desses dois eventos públicos municipais de tamanha responsabilidade e exercício da cidadania.
A Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde agradecem a participação de todos os envolvidos na organização das Conferências Municipais e a todos que participaram com afinco e determinação para a elaboração de propostas para os próximos 04 anos para um Sistema Municipal de Saúde de qualidade.

1 2 3 4 5

Deixe uma resposta